8 cuidados para diminuir o consumo de sal

Porto Alegre é a capital com maior número de hipertensos no país

 

Você sabia que Porto Alegre é a capital do Brasil com o maior número de hipertensos no Brasil, conforme o Ministério da Saúde?

E não adianta culpar só o churrasquinho do final de semana, cheio de sal grosso. O sal ou o sódio, principais causadores do desequilíbrio no organismo que acabam gerando a hipertensão, estão em todo lugar.
O sódio, “camuflado” em diversos alimentos industrializados, até nos doces como bolachinhas recheadas.

O sal e o sódio são confundidos muitas vezes, mas são nutrientes diferentes: o sal de mesa tem dois elementos, o sódio e o cloreto. E o sódio é um mineral.

Nesta semana, o Ministério da Saúde divulgou o resultado do Plano Nacional de Redução de Sódio em Alimentos Processados, e um número assustou todo mundo: graças ao acordo firmado pelo Ministério da Saúde e pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação em 2011, já foram retirados mais de 7 mil toneladas de sódio de alimentos como bisnaguinhas, macarrão instantâneo, biscoitos e salgadinhos de milho, entre outros. Até 2020, o setor deve retirar mais 28,5 mil toneladas de sódio dos produtos.

O Diário Gaúcho conversou com a nutricionista do Sesc Deise Réus, que dá dicas para você reduzir o consumo de sal. Só para lembrar, a indicação é de que adultos usam no máximo 2g de sódio por dia, o que equivale a uma colher de chá de sal de cozinha.
1. Não faça dieta
O melhor a fazer é procurar um nutricionista para fazer orientação de educação nutricional. Tem que mudar vários hábitos para diminuir o consumo do sal.

2. Sem saleiro
Tire o saleiro da mesa. Contente-se com o que já foi colocado na preparação da comida!

3. Alimentos processados e embutidos
Modere o consumo e evite ao máximo alimentos processados, como pizzas e lasanhas pré-prontas, e embutidos, como salsicha, patê e salame.

4. Bolachinha doce recheada
Não se engane pelo sabor doce. Como é um alimento processado, é riquíssimo em sódio para durar mais tempo nas prateleiras.

5. Sopa
Prefira as feitas em casa, no lugar das de pacotinho. Algumas chegam a ter 30% das necessidades diárias de sal de uma pessoa.

6. Retenção líquida
O sal em excesso causa retenção de líquidos no corpo. Portanto, a pessoa que usa muito sal na comida pode ficar inchada.

7. Temperos
Que tal, no lugar do sal, usar temperos como alho, cebola, alecrim, tomilho, manjerição, salsa e cebolinha? Eles também dão um sabor incrível aos alimentos. Aproveite para fazer uma horta em casa!

8. Data de validade
Prefira alimentos com data de validade menor. Um pão que dura 15 dias, por exemplo, até mesmo os integrais, está cheio de conservantes para permanecer bom para consumo por tanto tempo.

 

Fonte: ZH – Sua Saúde – 15/05/2015